15 de junho de 2009

EMBARQUE E NAVEGUE COM A MÚSICA


MUSICA - EMBARQUE E NAVEGUE Muitos fizeram e ainda e ainda fazem esta comparação – “A música com o Mar” A música nos convida a embarcar numa navegação de curso indefinido, como as águas que nos separam e nos unem para fora e para dentro de nossa própria intimidade.É o mar de João Bosco e Elis Regina, da sabiá de Chico Buarque e Tom Jobim, das águas calmas da nascente, e as turbulentas correntezas do Rio Moldávia, descrita na música de Smetana.Muitos são os motivos da comparação, de físico a espiritual, emocional a cerebral, entre outros. O fato é que por uma simples nota é impossível conhecermos a totalidade da mais breve obra musical.Diferentemente de outras artes, na música precisamos estar dispostos a navegar, ouvir mais do que uma “gota” de som, se queremos enxergar sua totalidade. Estou dizendo que, para você entender do que se trata a música pede que você ouça uma frase, mais uma, mais uma, e então algo começa a se formar, e seus sentidos passam a se interagir.Quando você passa rápido por uma escultura, quando olha rápido num quadro, pode de pronto já dar uma opinião. Se gosta ou não, se é colorido demais ou não, se as formas da obra de arte fazem sentido ou não, e até se passam algo pra você ou não. Independente do embasamento que tenha, sua opinião sobre as obras pode ser dada.Isto ocorre porque a arquitetura, a escultura e a pintura depende do espaço para existir; a música depende do tempo.Há necessidade de atentarmos para este dado necessário para a existência da música, o tempo.Da mais simples à mais rebuscada e trabalhada música, de certo modo, uma história é contada, e devemos estar atentos do começo ao fim.Também é por isso que o mundo da música, dentre as artes, é o mais demorado para se penetrar. Mas por ser a arte do tempo, também é a que mais se identifica com o ser humano, que tem no mundo atual o tempo como fator primordial de sua vida. A música de certa forma nos ajuda a diminuir angustias causadas pelo rápido passar do tempo e muda o nosso foco com o tempo que se escoa.Onde quer que estejamos a música faz parte de nossas vidas, e às vezes mais do que queremos, e quanto mais gostamos de música, mais nos deleitamos com o silêncio.Ao nos permitir navegar nas ondas da música, poderosamente somos levados à lugares onde podemos nos sentir abençoadamente solitários e únicos. Da respiração do canto à sensualidade do som de um violoncelo, como no mar, temos na música liberdade, sonhos e anseios que podemos conquistar.

Ao ouvir uma música, seja bem vindo a bordo, e boa viagem.

Maestro Adriano Machado

"Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto ao mar".

Sophia Andresen

Um comentário:

Mari Damasceno disse...

"A música de certa forma nos ajuda a diminuir angustias causadas pelo rápido passar do tempo e muda o nosso foco com o tempo que se escoa.Onde quer que estejamos a música faz parte de nossas vidas, e às vezes mais do que queremos, e quanto mais gostamos de música, mais nos deleitamos com o silêncio.Ao nos permitir navegar nas ondas da música, poderosamente somos levados à lugares onde podemos nos sentir abençoadamente solitários e únicos. Da respiração do canto à sensualidade do som de um violoncelo, como no mar, temos na música liberdade, sonhos e anseios que podemos conquistar."

A pura verdade! Parabéns pelas belas palavras... :*